sábado, 5 de novembro de 2016

ABU DHABI EMIRADOS ÁRABOS UNIDOS

ABU DHABI EMIRADOS ÁRABOS UNIDOS

Abu Dhabi[1] ou, em grafia alternativa portuguesa, Abu Dabi[2][3][4][5] (em árabe: أبو ظبي‎, transcr.: 'Abū Ẓabī, pronúncia árabe emiradense: [ɐbuˈðˤɑbi]) é a capital dos Emirados Árabes Unidos e também o maior de todos os Emirados com uma área de 67 340 quilômetros quadrados, equivalente a 86,7% da área total do país, excluindo as ilhas. Tem um litoral que se estende por mais de 400 quilômetros e é dividido para propósitos administrativos em três regiões principais. A primeira região cerca a cidade de Abu Dhabi, que é a capital do emirado e a capital federal.
O líder político dos Emirados Árabes Unidos reside nesse mesmo local. Os edifícios parlamentares nos quais o Gabinete Federal se encontra, a maioria dos ministérios federais e instituições, embaixadas estrangeiras, instalações de radiodifusão estatais e a maioria das companhias de petróleo também ficam situadas em Abu Dhabi, que também é a casa da Universidade de Zayed e as Faculdades de Altas Tecnologia. Instalações de infraestrutura principais incluem Mina (Porto) Zayed e o Aeroporto Internacional de Abu Dhabi.
A cidade também tem extensos espaços culturais, de desporto e instalações desocupadas, junto com o Abu Dhabi Corniche maravilhosamente criado, que oferece muitos quilômetros de passeios seguros e ciclismo, ao longo da beira-mar de Abu, ilha de Dhabi. A cidade também é tem uma arquitetura fascinante, onde foram preservados edifícios mais velhos como mesquitas pequenas, que se situam confortavelmente na sombra de arranha-céus modernos e futurísticos. Abu Dhabi, cresceu muito nos últimos anos, devido ao petróleo. Sedia, desde 2009, uma das etapas do Campeonato Mundial de F1.

História 

Pré-história e Antiguidade 

Abu Dhabi tem várias evidências arqueológicas que aponta para civilizações como a Cultura Umm an-Nar, que viveu na região no terceiro milênio a.C. Assentamentos também foram encontrados longe fora da cidade moderna de Abu Dhabi, próximos da cidade de Al Ain. Há evidências de civilizações em torno da montanha de Hafeet (Jebel Hafeet). Esta localização é muito estratégica, pois é a montanha a segundo mais alta dos Emirados Árabes Unidos, por isso teria grande visibilidade.[7]

Comércio de pérolas 

Os beduínos Bani Yas originalmente viveu no Oásis de Liwa. Esta tribo era a mais significativa na área, tendo mais de 20 surramos. Em 1793, o subrramo Al Bu Falah migrou para a ilha de Abu Dhabi, na costa do Golfo Pérsico, devido à descoberta de água fresca. Uma família dentro deste ramo era a família Al Nahyan, da qual descende os governantes de Abu Dhabi atuais.[8]
Abu Dhabi trabalhou no comércio de pérolas. O Golfo Pérsico era a melhor região para encontrar pérolas. Mergulhadores procuravam pérolas até trinta vezes por dia. Não havia tanques de oxigênio e era proibido qualquer outro tipo de dispositivo mecânico. Os mergulhadores tinha um clipe de couro para o nariz e revestimentos em seus dedos das mãos e dos pés para protegê-los enquanto procuravam ostras.[9] Os mergulhadores não eram pagos por dia de trabalho, mas com uma parcela dos ganhos da estação.[10]

Descobertas de petróleo 

Na década de 1930, como a decadência do comércio de pérolas, o interesse cresceu nas possibilidades de encontrar petróleo na região. Em 5 de janeiro de 1936, a Desenvolvimento Petrolífero Ltd (PDTC), uma empresa associada da Iraq Petroleum Company, firmou um contrato de concessão com o governante, o xeque Shakhbut bin Sultan Al Nahyan, para explorar petróleo no local. Isto foi seguido por uma concessão de 75 anos assinada em janeiro de 1939. No entanto, devido ao terreno desértico, a exploração do interior foi repleta de dificuldades. Em 1953, a D'Arcy Exploration Company, o braço de exploração da BP, obteve uma concessão no mar, que foi então transferido para uma empresa criada para operar a concessão: Abu Dabi Áreas Marinhas (ADMA) foi uma joint venture entre a BP ea Compagnie Française des Pétroles (mais tarde Total S.A.). Em 1958, usando uma plataforma de perfuração marítima, a ADMA Empresa, atingiu no campo de Umm Shaif a uma profundidade de cerca de 2.669 metros.[11]
Em 1962, a empresa descobriu o campo Bu Hasa e em 1965 descobriu o campo offshore de Zakum. Além dos campos de petróleo mencionados, os principais campos produtores onshore são ASAB, Sahil e Shah, e offshore são al-Bunduq, e Abu al-Bukhoosh.[11]

Geografia

A cidade de Abu Dhabi está na parte nordeste do Golfo Pérsico na Península Arábica. A cidade está localizada em uma ilha a menos de 250 metros a partir do continente e está ligada ao continente pelas pontes Maqta e Mussafah. Uma terceira, a ponte Sheikh Zayed, projetado por Zaha Hadid, foi inaugurada no final de 2010. A ilha de Abu Dhabi também está ligado à ilha Saadiyat por uma autoestradade cinco faixas. A ponte Al-Mafraq liga a cidade à ilha Reem e foi concluída no início de 2011. Esta é uma ponte de intercâmbio de múltiplas camadas e tem 27 pistas que permitem a movimentação de cerca de 25 mil automóveis por hora. Existem três grandes pontes do projeto, o maior tem oito pistas, quatro saindo da cidade de Abu Dhabi e quatro a chegar.[12]

Clima 

Abu Dhabi tem um clima desértico quente (classificação climática de Köppen: BWh). O céu azul ensolarado pode ser esperado durante todo o ano. Os meses de junho a setembro são geralmente extremamente quentes e úmidos, com temperaturas máximas em média acima de 38°C. Durante este período, tempestades de areia podem ocorrer de forma intermitente, em alguns casos, reduzindo a visibilidade a alguns metros.[13]

Cidades-irmãs 

Abu Dhabi é geminada com as seguintes cidades:
FOTOS
Resultado de imagem para abu dhabi emirados árabes unidos
Resultado de imagem para abu dhabi emirados árabes unidos
Resultado de imagem para abu dhabi emirados árabes unidos
Resultado de imagem para abu dhabi emirados árabes unidos
Resultado de imagem para abu dhabi emirados árabes unidos
Resultado de imagem para abu dhabi emirados árabes unidos