sexta-feira, 19 de maio de 2017

EMPIRE STATE BUDING EUA

EMPIRE STATE BUDING EUA

https://pt.wikipedia.org/wiki/Empire_State_Building

Empire State Building é um arranha-céu de 102 andares no centro de ManhattanNova York, na Quinta Avenida, entre as ruas 33ª e 34ª Oeste. Ele tem uma altura do telhado de 381 metros, mas com a sua torre de antena incluída, o edifício chega a 443 m de altura. Seu nome é derivado do apelido do estado de Nova York, o Empire State. Ele manteve-se como o edifício mais alto do mundo por quase 40 anos, desde a sua conclusão, no início de 1931, até a construção da Torre Norte do complexo original do World Trade Center, no final de 1970. 
Após os ataques de 11 de setembro de 2001, o Empire State Building tornou-se novamente o edifício mais alto da cidade, até One World Trade Center atingir uma altura maior em abril de 2012.[13] O edifício é atualmente o quinto mais alto arranha-céu nos Estados Unidos e o 29º mais alto do mundo. É também a quinta estrutura autônoma mais alta na América.
O Empire State Building é um ícone cultural estadunidense. Ele foi projetado em um distintivo estilo Art Deco e foi classificado como uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis. O edifício e o seu interior são designados marcos da cidade de Nova York. Ele foi designado como um marco histórico nacional em 1986. 
O edifício é propriedade do Empire State Realty Trust, da qual Anthony Malkin serve como CEO e Presidente.  Em 2010, o Empire State Building passou por uma reforma de 550 milhões de dólares, sendo que 120 milhões de dólares foram gastos para transformar o edifício em uma estrutura de energia eficiente e sustentável.  O Empire State Building é o mais alto edifício com o certificado Leadership in Energy and Environmental Design (LEED) nos Estados Unidos, 

História 

O local do atual Empire State era antigamente a fazenda de John Thompson nos meados do século XVIII. Na época uma estrada de ferro passava pela região deserta até o lago Sunfish localizado a uma quadra do edifício. A quadra era ocupada pelo Hotel Waldorf-Astoria nos meados do século XX, e era frequentada pelos "Four Hundred" (termo inglês para a elite social de Nova York na época, literalmente = "os quatrocentos")
.

Construção

As escavações no local começaram em 22 de Janeiro de 1930, e a construção do edifício em si, começou simbolicamente em 17 de Março (dia de São Patrick) por influência de Al Smith, então presidente da Empire State Inc. O projeto envolveu 3400 trabalhadores, a maioria imigrantes da Europa, juntamente com centenas de Mohawk (tribo de índios) principalmente da reserva Kahnawake próximo a Montreal. De acordo com os dados oficiais, 5 trabalhadores morreram durante a construção. O neto do Governador Smith cortou a fita inaugural em primeiro de Maio de 1931.[19]
A construção foi parte de uma intensa competição em Nova York pelo título de Edifício Mais alto do Mundo. Os outros projetos concorrendo pelo título, 40 Wall Street e o Chrysler Building, ainda estavam no projeto quando as construções começaram. Ambos teriam mantido o título por menos de um ano, quando o Empire State os superou em sua conclusão, apenas 410 dias após as construções começarem. O edifício foi oficialmente aberto em Primeiro de Maio de 1931 numa inauguração dramática quando o então Presidente dos Estados Unidos da América, Herbert Hoover, acendeu as luzes com o apertar dos botões de Washington, D.C. Ironicamente o primeiro uso das luzes no topo das torres do Empire State no ano seguinte foi para sinalizar a vitória de Franklin D. Roosevelt contra Hoover nas eleições presidenciais de Novembro de 1932.[2]

Empty State Building (Edifício de Espaços Vazios) 

A abertura do edifício coincidiu com a Grande Depressão dos Estados Unidos, e como resultado muitos de seus escritórios não foram alugados. Em seu primeiro ano de funcionamento, o deck de observação arrecadou aproximadamente 2 milhões de dólares, todo o dinheiro que seus donos conseguiram em aluguel aquele ano. A falta de interessados em alugar os escritórios do edifício fez com que os nova yorquinos apelidassem o edifício de "Empty State Building" (empty = vazio, conotação ao grande número de escritórios vazios).[20] O edifício não se tornou lucrativo até 1950. A famosa venda do Empire States em 1951 a Roger L. Stevens e seus sócios foi quebrada pela proeminente diretor da Manhattan Real State Firm, Charles F. Noyes & companhia, por um recorde de 51 milhões de dólares. Até a data, esse foi o maior preço já pago por um único edifício na história do mercado imobiliário.[21]

Empire State Building (HDR).jpg