domingo, 7 de maio de 2017

ISFANHAN IRÃ

ISFANHAN IRà

Isfahan[1] ou Isfahã[2][3][4] (em persa, اصفهان‎ Esfahan)[5][6] (antigamente grafada Ispahan,[7] aportuguesada Ispaã(o)[8][9]) é uma cidade do Irã, no centro do país, a 340 quilômetros ao sul de Teerã.
Terceira maior cidade do país, e capital da província homônima, conta com uma população de 1 583 609 habitantes (dados de 2006),[10] e sua região metropolitana tem 3 430 035, de acordo com o censo de 2006. Cidade antiquíssima, foi conhecida na Antiguidade por Aspadana, tendo sido à época uma das maiores cidades do mundo.
Praça de Naqsh-e Jahan, um enorme espaço público rodeado de edifícios levantados no início do século XVII, foi inscrita em 1979 na lista do Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.[11]

História 

Período pré-islâmico 

Pouco é conhecido sobre a história antiga de Ispaão. Na Antiguidade era conhecida como Aspadana, mas parece não ter sido um assentamento de grande importância.[12] Foi parte dos impérios elamita e parta,[13] e na época sassânida era chamada Jay, (Gabai em grego), um nome que persistiu até após a conquista islâmica em moedas cunhadas na cidade.[12] Jay possuía quatro portas, uma das quais era chamada "Porta dos Judeus". De fato, a parte principal da cidade, onde vivia a comunidade judia, era chamada Yahudyya ou Yahoudieh ("cidade dos judeus").[12][13]

Geografia 

A cidade está localizada a 1580 msnm de altitude, na planície verdejante do rio Zayandeh, a oeste e sul da cordilheira de Zagros.[20] Ao norte e leste a cidade é circundada por desertos. Porém, a proximidade com o rio Zayandeh e os solos férteis da planície foram um importante fator no crescimento da cidade e província, que tem uma agricultura desenvolvida.[20]
O clima é temperado, com longos e frios invernos e verões curtos e relativamente frios.[20] A pluviosidade média é de entre 60 e 100 mm.[20]
Monumentos de Ispaão
Imagem: Meidan Emam