domingo, 16 de julho de 2017

PORTUGAL

 PORTUGAL 

PORTO 

 Porto OTE é a segunda cidade e o quarto município mais populoso de Portugal,  situada no noroeste do país e capital da Área Metropolitana do Porto(NUTS III e área metropolitana), da região Norte (NUTS II) e do Distrito do Porto. A cidade é considerada uma cidade global gama.[5] O município, com 41,42 km² de área,[6] tem uma população de 237 591 habitantes (2011)[7] dentro dos seus limites administrativos, sendo subdividido em sete freguesias.[8]
É a cidade que deu o nome a Portugal – desde muito cedo (c. 200 a.C.), quando se designava de Portus Cale, vindo mais tarde a tornar-se a capital do Condado Portucalense, de onde se formou Portugal. É ainda uma cidade conhecida mundialmente pelo seu vinho, pelas suas pontes e arquiteturacontemporânea e antiga, o seu centro histórico, classificado como Património Mundial pela UNESCO,[9] pela qualidade dos seus restaurantes e pela sua gastronomia,[10] pela sua principal equipa de futebol, o Futebol Clube do Porto, pela sua principal universidade pública: a Universidade do Porto, colocada entre as 200 melhores universidades do Mundo e entre as 100 melhores universidades da Europa,  bem como pela qualidade dos seus centros hospitalares. 
É a sede da Área Metropolitana do Porto, que agrupa 17 municípios com 1 757 413 habitantes em 1.900 Km2 de área, com uma densidade populacional próxima de 1098 hab/km², o que torna a cidade a 13ª área urbana mais populosa da União Europeia e a segunda área (NUTS III) mais populosa de Portugal. O Porto e a Área Metropolitana do Porto constituem o núcleo estrutural da Região Norte, que tem uma população de 3 689 609 habitantes (Censos de 2011), sendo, portanto, a região (NUTS II) mais populosa de Portugal  Compreende 8 sub-regiões ou unidades de nível III (NUTS III). 
O Porto, juntamente com os concelhos vizinhos de Vila Nova de Gaia e de Matosinhos, forma a Frente Atlântica do Porto  que constitui o núcleo populacional mais urbanizado da Área Metropolitana, situado no litoral, delimitado, a oeste, pelo Oceano Atlântico, com a influência estrutural do estuário do Rio Douro que une Gaia ao Porto. A cidade é a mais importante da altamente industrializada zona litoral da Região Norte, onde se localizam grande parte dos mais importantes grupos económicos do país, tais como a Altri, o Grupo Amorim/Corticeira Amorim, o Banco BPI, a BIAL, a EFACEC, a Frulact, a Lactogal, o Millennium BCP, a Porto Editora, a Sonae, a Unicer ou o Grupo RAR. A Associação Empresarial de Portugal está sediada no Porto. A Região Norte é a única região portuguesa que exporta mais do que importa. 

História

Fundação e primeiros povos

Tem origem num povoado celta, pré-romano. Na época romana designava-se Cale ou Portus Cale, sendo a origem do nome de Portugal.
A 27 de abril de 711 d.C. dá -se o início da invasão muçulmana da Península Ibérica, com o desembarque em Gibraltar dum exército mouro de 9000 homens, liderados por Táriq Ibn Ziyad.[19][20] Em 714 tomam Lisboa, e em 715 as forças islâmicas atingem a região norte do que hoje conhecemos como Portugal, tomando as principais povoações e cidades, tais como Porto e Braga.[21][22] Em 716 já praticamente toda a Península estava sob domínio do Califado Omíada,[23][24][25] com excepção de uma pequena zona montanhosa das Astúrias, onde a resistência cristã se refugiou.[26]
Passado um século e meio, em 868, surgem as primeiras tentativas de reconquista definitiva, Vímara Peres, fundador da terra portugalense, teve uma importante contribuição na conquista do território, restaurando assim a cidade de Portucale..
Finalmente, e passados dois séculos após o início da invasão,  em 999 uns nobres e valorosos fidalgos Gascões entre os quais se encontrava D. Nónego bispo de Vendôme em França e mais tarde bispo do Porto entraram com uma grande Armada pela foz do Rio Douro, para expulsarem os mouros. Esta armada,que ficou conhecida como a Armada dos Gascõesassociada a D. Munio Viegas "arrancou" a cidade do Porto aos mouros para dedicá-la à Virgem Mãe de Deus. Depois desta batalha, D. Munio e os "franceses" trataram de reedificar o Porto. Ergueram as antigas e fortes muralhas, e na parte mais elevada da cidade fundaram um alcácer acastelado e bem fortalecido que, depois do conde Henrique, serviu de habitação dos bispos, aos quais foi doado. A torre e a porta principal foram obra de D. Nónego, que, em memória da pátria, a nomeou porta de Vandoma, e que na frontaria da torre fez erguer o santuário, onde colocou a imagem de Nossa Senhora do Porto, que já trouxera consigo de França 
Em 1111, Teresa de Leão, mãe do futuro primeiro rei de Portugal, concedeu ao bispo D. Hugo o couto do Porto. Das armas da cidade faz parte a imagem de Nossa Senhora. Daí o fato de o Porto ser também conhecido por "cidade da Virgem", epítetos a que se devem juntar os de "Antiga, Mui Nobre, Sempre Leal e Invicta", que lhe foram sendo atribuídos ao longo dos séculos e na sequência de feitos valorosos dos seus habitantes, e que foram ratificados por decreto de D. Maria II de Portugal.
Foi dentro dos seus muros que se efetuou o casamento do rei D. João I com a princesa inglesa D. Filipa de Lencastre. A cidade foi berço do infante D. Henrique, conhecido como o Infante de Sagres ou O Navegador.
Devido aos sacrifícios que a cidade fez para apoiar a preparação da armada que partiu, em 1415, para a conquista de Ceuta, tendo a população do Porto oferecido aos expedicionários toda a carne disponível, ficando apenas com as "tripas" para a alimentação os naturais do Porto ganharam a alcunha de "tripeiros", uma expressão mais carinhosa que pejorativa. É também esta a razão pela qual o prato tradicional da cidade ainda é, hoje em dia, as "Tripas à moda do Porto". Existe uma confraria especialmente dedicada a este prato típico.

Geografia

A localização geográfica da cidade, aliada a uma rede de autoestradas, permite chegar a regiões como GalizaAlgarveLisboaCoimbra ou outros lugares facilmente. Porto é classificada como a 3ª cidade portuguesa com condições de vida mais habitáveis, conforme medido por um estudo publicado anualmente pelo Expresso. O território do Porto tem uma área de 45 quilómetros quadrados e uma população de cerca de 240 mil pessoas, sendo a segunda maior aglomeração urbana do país. A cidade é conhecida como a capital do Norte e seu Centro Histórico é classificado como Património Mundial da UNESCO desde 1996 

Clima

A cidade do Porto tem um clima mediterrânico do tipo Csb de acordo com a classificação climática de Köppen-Geiger. No Inverno as temperaturas variam entre os 5 °C e os 14 °C raramente descendo abaixo dos 0 °C. Durante esta estação, períodos chuvosos alternam com dias mais frios e de céu limpo. No Verão as temperaturas variam entre os 15 °C e os 25 °C podendo ocasionalmente atingir ou mesmo ultrapassar os 35 °C nos meses de Julho ou Agosto. Temperaturas estivais acima dos 30 °C são raras devido à proximidade do oceano, contudo verificam-se quando o vento sopra do quadrante leste. Devido à sua situação geográfica, períodos mais frescos e com precipitação podem ser comuns durante o Verão em anos mais húmidos.[ A baixa amplitude térmica deve-se à proximidade do oceano e à presença da corrente quente do Golfo.

Cidades geminadas

França Chennevieres, França
Reino Unido Bristol, Reino Unido
Espanha Duruelo de la Sierra, Espanha
Alemanha Iena, Alemanha
Bélgica Liège, Bélgica
Espanha Haro, Espanha
Espanha Vigo, Espanha
Brasil Recife, Brasil
Moçambique Beira, Moçambique
Angola Luanda, Angola
Cabo Verde Mindelo, Cabo Verde
São Tomé e Príncipe Neves, São Tomé e Príncipe
Zâmbia Ndola, Zâmbia
Macau Macau (R.A.E.), República Popular da China
Japão Nagasáqui, Japão
China Xangai, República Popular da China

Porto montage.PNG
Portugal - Porto - View from Ponte Luis I (5307745386).jpg
Imagem: Centro Histórico do Porto